8 dicas de como fazer uma boa gestão

8 dicas de como fazer uma boa gestão
8 dicas de como fazer uma boa gestão

Fazer uma boa gestão tem sido cada vez uma necessidade na carreira de um gestor. E ela vai além de ter conhecimentos que elevem o faturamento de uma empresa, mas, como veremos mais à frente, uma visão holística dos cenários. 

Trata-se de um profissional multitarefa, assertivo e com visão de futuro. Apesar das inúmeras mudanças e novas profissões, as mais tradicionais continuam valorizadas, mas a porta está aberta para quem tem aptidão e um novo jeito de fazer as coisas.

Entretanto, essa aptidão não costuma, na maioria dos casos, vir de berço. Muita gente boa e que está fazendo história foi forjada no próprio mercado, mas também em boas instituições de ensino.

Uma das características que atrai o mercado é a de um profissional eclético, ou seja, que reúne conhecimentos, métodos ou estilos diferentes. Isto significa dizer que sua experiência profissional, bem como sua formação principal e seus cursos de extensão ou reciclagem vão moldar para os novos desafios.

Selecionamos algumas dicas para fazer uma boa gestão: 

Carreira em gestão 

O gestor é aquele que pode estar à frente de toda a organização, mas deve ter o conhecimento do chão de fábrica — de cada processo de uma produção, distribuição e pós venda do produto ou serviço. 

Além disso, deve estar de olho no comportamento do mercado, estar atento às demandas internas e trabalhos de funcionários e, assim, se manter comprometido com o resultado final da organização.

Além de tudo o que já foi exposto, vamos listar oito dicas práticas que ajudarão a moldar o seu perfil, bem como farão com que você seja mais produtivo e necessário à organização. Inclusive, elas fazem parte da carreira de gestor e você sempre precisará visitá-las.

Siga nossas dicas: 

1. Promova reuniões colaborativas

Nenhum profissional pode pretender carregar a organização nas costas. Assim, para extrair as melhores ideias, promova reuniões colaborativas. Por meio delas, você consegue sentir o clima nos departamentos, obter feedback quanto ao mercado, implementar soluções criativas ou sanar questões internas que poderiam minar a rotina da empresa. 

Além disso, faz parte de uma boa gestão ouvir as sugestões de melhorias direto dos trabalhadores, e saber reconhecer aqueles que podem realmente colaborar e se destacarem dentro da empresa. 

2. Dedique-se à capacitação constante

A internet é um grande aliado do gestor moderno, visto que por meio dela ele pode atualizar a leitura, fazer cursos rápidos em áreas que tinha pouco ou nenhum conhecimento, buscar recursos preciosos, como dicas e até conversas com executivos de outras organizações que estão abertos a compartilhar experiência, é sempre aumentar o próprio network. Isso porque capacitação constante não é sinônimo de curso convencional, mas uma orientação bem dada é, também, uma qualificação adquirida.

3. Incentive a cultura de resultados

Um bom gestor é aquele que enxerga as pessoas. São elas que levam a organização adiante, por meio de seu trabalho diário e comprometimento. É seu dever enxergá-las e deixá-las brilhar! É seu dever incentivar a cultura de resultados. 

Aqui estão algumas sugestões de implementação:

  • Bônus;
  • Prêmios; 
  • Viagens; 
  • Cestas de café da manhã; 
  • Cursos internos e promoções. 

Isso cria vínculo, expectativa e senso de oportunidade. Onde houver uma porta aberta, haverá alguém interessado em atravessá-la. Pense nisso!

4. Dê feedbacks e esteja aberto a recebê-los

Podemos comparar uma empresa a um organismo vivo, ou seja, pode estar saudável e ativo, ou retraído e doente. Como gestor, você deve enxergar essa indisposição, localizar o foco da dor, enviar os anticorpos, reestabelecer a saúde e prosseguir. Entretanto, isso só é possível com feedbacks assertivos, ou seja, rápido e objetivo, com polidez e empatia, mas também perguntando o que você ou a empresa podem fazer para corrigir a situação e, assim, ouvir o outro lado.

5. Reduza custos de forma inteligente

Como gestor, você deverá tornar o dia a dia da organização mais eficiente e, dentro disso, está a redução de custos. Não significa sair promovendo cortes, embora muitas vezes seja isso mesmo o que poderá acontecer. Entretanto, redirecionar recursos pode ser ainda mais eficaz, além de implementar medidas internas de contenção de gastos. 

Não existe uma fórmula mágica para isso, mas existe lápis, papel e borracha: vai ter que calcular, redesenhar e se esforçar para encontrar saídas criativas para inúmeros problemas, afinal de contas, você é o gestor.

6. Estabeleça prioridades

Além de um organograma, a empresa precisa de um escopo de trabalho para, por meio dele, se orientar. Revisite-o constantemente e faça revisões sempre que necessário. Estabeleça prioridades e transmita a todos a necessidade de se “rezar pela cartilha”. A falta de primazia pode desnortear os colaboradores e passar uma impressão errada aos clientes. Lembre-se: todos os caminhos parecem sensatos a quem anda sem direção; mas não são!

7. Observe o lucro e a eficiência da organização

Se você fizer tudo o que foi dito até aqui, mas deixar de lado o lucro e a eficiência da organização, poderá colocar seu emprego em risco. Tudo o que foi elencado até agora visa alavancar o lucro e a eficiência da empresa. Simples assim. 

Se você não tem lucro, significa que está pagando para trabalhar, ou seja, a companhia está, financeiramente, no zero a zero. É seu dever, na gestão, observar os números com uma lupa. Sempre!

8. Defina limites entre a vida profissional e pessoal

Nenhum executivo é uma máquina. Mas você deve definir limites entre a vida profissional e pessoal pois, do contrário, uma irá acabar afetando a outra. Seja competitivo, mas sem deixar de ser marido, pai, filho, irmão, amigo. 

E, uma vez no ambiente de trabalho, procure manter o foco nas suas atividades e deixar um pouco de lado as preocupações e lazeres da vida pessoal. Esse limite fará uma grande diferença na produtividade e também, no seu descanso. 

Gostou dessas dicas para fazer uma boa gestão? Se você já tem uma formação e experiência em um determinado setor, mas quer expandir seus horizontes, a UniBF pode te ajudar. São vários cursos de pós-graduação na área empresarial à disposição que vão te auxiliar você a ser aquela peça cobiçada pelo mercado.

Quanto mais você tiver a oferecer, maior será o seu diferencial e, consequentemente, mais bem remunerado será, atingindo as melhores posições.

Faça já sua pré-inscrição!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui