VÍDEO: Estiagem preocupa produtores rurais nas cidades do Litoral Catarinense; entenda

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento está elaborando alternativas para o Litoral Norte.

Os produtores se preocupam e os moradores temem a falta de água na temporada de verão.
Os produtores se preocupam e os moradores temem a falta de água na temporada de verão.

A estiagem voltou a preocupar os produtores rurais de Santa Catarina. Desde 2019, o estado registra chuvas irregulares e grandes períodos de seca, principalmente na região Oeste. Não é diferente no Litoral Catarinense, onde os produtores também se preocupam, e os moradores temem a falta de água na temporada de verão.

O secretário da Agricultura, Altair Silva, reforça a necessidade de preparar melhor os produtores para enfrentar os períodos de estiagem. Por isso, os programas da pasta são focados na recuperação de nascentes e na reserva de água nas propriedades. Com o Água para Todos, os produtores têm acesso a financiamentos sem juros para construção de sistemas de captação, armazenamento, tratamento e distribuição de água, com a finalidade de dessedentação humana e animal e irrigação. Os investimentos podem ser individuais, em um limite de R$ 40 mil por família, ou coletivos, de até R$ 200 mil, com cinco anos de prazo para pagar. As famílias em situação de vulnerabilidade social e renda terão condições diferenciadas.

A Secretaria da Agricultura possui ainda outra linha de crédito sem juros para apoiar as ações de isolamento e recuperação de mata ciliar, proteção e recuperação de nascentes, terraceamento e cobertura de solo. O Cultivando Água e Protegendo o Solo traz financiamentos de até R$ 15 mil, com cinco anos de prazo para pagar e cada parcela paga em dia terá um desconto de 30%.

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento, a CASAN, também está elaborando alternativas. O gerente local da Casan em Balneário Piçarras, Lino Aviz, falou com exclusividade à Rede Marazul. Segundo sua avaliação, apesar da crise hídrica, a população pode se tranquilizar sobre o fornecimento de água.

Confira a entrevista do gerente da Casan, Lino Aviz:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui