Salários estratosféricos envergonham estatais

Também chama a atenção que o BNDES chega a pagar R$ 1.261,65 por mês por cada dependente de até 17 anos e 11 meses para funcionários.

Levantamento revela situações salariais vergonhosas, algumas até casos de polícia no Brasil. Algumas estatais apresentam salários de até R$ 145 mil e vale alimentação maior do que R$ 2 mil.
Alguns funcionários da Petrobras — que não é diretor da empresa — recebe como salário mensal R$ 145.184. O documento ainda traz valores gastos com remunerações por outras 45 estatais controladas pela União.
Com 48.274 empregados, a Petrobras tem a média das remunerações seja R$ R$ 25.164.

A assistência alimentar é de R$ 1.254,48, além de R$ 192 em vale-refeição, totalizando R$ 1.446,48. A companhia ainda garante adicional de 100% de férias aos seus trabalhadores, quando a previsão legal é de 33,3%. Isso significa que, ao sair de férias, o funcionário recebe um salário extra.
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por sua vez, tem o maior auxílio alimentação, pagando R$ 2.157,97 aos seus colaboradores. O valor é suficiente para comprar 3,23 cestas básicas.


A estatal tem remuneração média de R$ 31.070, sendo que o salário mais alto pago é de R$ 76.790. Também chama a atenção que o BNDES chega a pagar R$ 1.261,65 por mês por cada dependente de até 17 anos e 11 meses para funcionários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui